Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arte por um Canudo 1

Arte sem Arte é uma outra forma de Arte em que tudo vale. Costumo dizer "sou eu e a minha arte" .Fotografar, Pintar e Desenhar o que me rodeia.. é o que me vai na alma.

Arte por um Canudo 1

Arte sem Arte é uma outra forma de Arte em que tudo vale. Costumo dizer "sou eu e a minha arte" .Fotografar, Pintar e Desenhar o que me rodeia.. é o que me vai na alma.

Domingo à saída da Igreja de Parada de Gonta.

24.02.13 | Arte por um Canudo

À saída da Igreja ainda se encontra em Parada de Gonta a venda das doçarias e do pão fresquinho acabado de saír da padaria e a ainda a venda de tremoços. Os homens compram os tremoços e passam pelo café para conversar e beber um copo enquanto comem os tremoços. As mulheres compram os doces e trazem-nos para casa. São hábitos antigos que dão origem a tradições.

Ponte sobre o rio Pavia

11.02.13 | Arte por um Canudo

A velhinha ponte de Parada de Gonta/Silgueiros sobre o rio Pavia.

Ponte sobre Rio Pavia, que faz a divisão entre o Concelho de Tondela e o Concelho de Viseu.

É servida pela Estrada Nacional 337 que vem de Viseu e é principal via de comunicação entre Parada de Gonta e Carregal do Sal.

 

Passeio noturno.

03.02.13 | Arte por um Canudo

 

Lá vem o Negrito do seu passeio noturno. Todos os dias alguém o leva a passear. A volta ainda é grande e logo atrás da igreja na Laje da Cruz em Parada de Gonta é solto para poder correr à vontade. Depois num local já certo, sempre no mesmo lugar, vem ter com quem o leva para ser agarrado à trela e depois através dela ajudar a subir o monte. O percurso é dificil e a parte final é sempre a subir. É um lavrador cruazado com cão da serra, encorpado, meigo mas muito aguerrido na defesa do seu espaço.