Arte de encantar.

grilo5.jpg (Na sequência de um artigo sobre o grilo, atrás citado)
Canto e encanto.
O grilo cantou,
na seara ao vento,
no prado ao relento.
O grilo cantou
e encantou,
toda a gente.
Ninguém o encontrou…
seu canto ficou livre,
livre e solto,
como o pensamento.
Ficou canto de liberdade,
ficou canto de verdade
e perdurou…
para além do tempo.

Poema enviado sobre o "GRILO"por uma amiga: Maria do Céu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
tags:
publicado por Arte por um Canudo às 02:17