Arte de enganar!

justino.jpg


Como actor educativo não posso estar calado!
David Justino, ex-Ministro de Educação e principal responsável pelo atraso do início do ano escolar e também principal responsável pela colocação de professores, que deu origem ao descalabro que a Comunicação Social noticiou e tanto tem dado relevo.
Vi nos ecrãs das TVs que o ex-Ministro da Educação fez a apresentação do seu livro “No Silêncio Somos Todos Iguais” em que ele demonstra que não são as turmas mais reduzidas as que têm melhores resultados. Uma das afirmações que consta no seu livro é que entre “1995 e 2004, aumentou o número de professores por aluno, sem que se tenham realizado progressos notáveis ao nível do ensino”, só que o Sr. Ex-ministro que está a fazer o levantamento com certa ligeireza e até está de uma certa forma a culpabilizar os professores, ao dizer que mais professores e menos alunos por turma nada tem a ver com melhor sucesso e melhores aprendizagens. O que o Sr. Ex-Ministro não se lembra ou não quer recordar é que, o aumento de professores e a diminuição de alunos por turma (em alguns casos) não foi por opção pedagógica do Ministério da Educação, mas pela integração nas turmas de alunos com deficiências graves, o que leva a um aumento de professores especializados e a um ratio mais favorável como se compreende. Não podemos considerar que houve um aumento de professores por aluno, mas sim houve um aumento significativo de professores e outros (professores, psicólogos, auxiliares) para ter em conta estes casos.
O trabalho de um professor por ter menos alunos por turma não diminuiu, porque a sua missão de ensinar, modificou-se e passou a contar com uma heterogeneidade de alunos como passou a ter em conta estes alunos que são diferentes e também têm que ter uma atenção redobrada. Quando o Sr. ex-Ministro diz que menos alunos por turma não é significativo de melhores aprendizagens está a desvirtuar esse estudo, porque não está a levar em linha de conta este aumento de alunos com necessidades educativas especiais.

Fiquei um pouco surpreendido por estas conclusões do ex-Ministro da Educação quando todos os estudos indicam o contrário, mas por outro lado, até acho normal numa pessoa que fez as asneiras que fez na colocação de professores, que ainda não foi responsabilizado e também que ainda não pediu desculpa aos milhares de professores que prejudicou, que venha com uma teoria destas que mais parece só para publicitar o seu livro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Arte por um Canudo às 01:07