Fumo branco entre Sindicatos e MEC.

(carregar na imagem)

Professores suspendem paralisação às avaliações (fonte DN Portugal)

O que ficou acordado e formalizado por escrito entre o MEC e os Sindicatos dos Professores:

a) Qualquer docente que seja transferido por mobilidade que seja do quadro de escola ou agrupamento não poderá ultrapassar os 60 quilómetros, do seu local de residência;

b) A componente de trabalho dos professores passará das 35 para as 40 horas. As 5 horas de acréscimo serão incluídas na componente não letiva, mais especificamente na componente individual de trabalho;

c) A direção de turma é reintegrada na componente letiva;

d) Para os docentes sem componente letiva, serão consideradas componente letiva as seguintes atividades: coadjuvação, apoio educativo, oferta complementar do 1.º CEB, lecionação a grupos de homogeneidade relativa, assim como aulas de substituição;

e) A mobilidade especial não poderá ser aplicada antes do ano letivo 2014/2015;

f) Não será atribuído serviço letivo aos docentes, que tendo requerido aposentação, se encontrem a aguardar o respetivo despacho.

Comentário: Só me irritam que os professores “Nêsperas” usufruam também desta luta que eles não travaram.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Arte por um Canudo às 23:07